Banner Notícia

MEC AUTORIZA CURSO DE DIREITO EM ITABUNA COM NOTA MÁXIMA

A região Sul da Bahia acaba de ser contemplada com o Curso de Direito da Faculdade Santo Agostinho, na Unidade de Itabuna. Segundo o relatório do Ministério da Educação (MEC), que avaliou o curso com nota cinco, um dos pontos em torno da decisão é a localização do município baiano, que fica numa região estratégica, destacando que Itabuna é um importante polo socioeconômico e universitário.

Os critérios do Ministério para pontuar a Instituição, estão dentro de uma escala que vai de um a cinco. A metodologia inovadora, o incentivo à pesquisa, a estrutura e os projetos pedagógicos que colocam o acadêmico em contato com o mercado de trabalho e possibilidades de empreendedorismo, estão entre os destaques desta avaliação.

Referente à metodologia, o MEC pontuou que “as atividades pedagógicas apresentam excelente coerência com a metodologia prevista, inclusive em relação aos aspectos referentes à acessibilidade pedagógica e atitudinal”. Neste âmbito foi citado ainda o trabalho realizado pelo Núcleo de Apoio Pedagógico Psicológico e Acessibilidade (NAPPSA), que dá suporte ao docente e discente em caráter educacional.

Assim como nas demais unidades, outro ponto de destaque é o incentivo à pesquisa científica e práticas pedagógicas como a atuação dos acadêmicos do Direito no Núcleo de Práticas Jurídicas (NPJ) no atendimento junto à comunidade. O NPJ das unidades de Montes Claros, Sete Lagoas (MG) e Vitória da Conquista (BA) são atuantes, prestando serviços relevantes às pessoas que não tem recursos financeiros para contratar um advogado. A mesma metodologia será aplicada em Itabuna (BA).

Nas considerações, finais o relatório de aprovação emitido pela Comissão Avaliadora faz referência ao Fadisa Play, projeto dos alunos de Montes Claros, que evidencia as atividades do curso, em um canal do Youtube. “Pelo Fadisa Play o estudante é ator da própria aprendizagem, pois ao interagir, como repórter, atribui ao curso uma visão do estudante pelo estudante, facilitando a criação de novas estratégias de ensino-aprendizagem”, descrevem. São atividades que serão estendidas para a nova Unidade. 

Para o coordenador do curso em Itabuna, professor Doutor Luiz Carlos Vasconcelos, este é um momento de felicidade não só para a cidade, mas toda região. “É um curso diferenciado, onde o conhecimento será realmente visto. As Faculdades Santo Agostinho, tem um foco vocacionado para educação”, destacou.

Vagas

Serão ofertadas 150 vagas anuais, com entradas semestrais no turno matutino e noturno, a partir de 2019. As inscrições para o Vestibular serão abertas em breve. A portaria que autoriza o curso de Direito em Itabuna foi publicada no dia 12 de dezembro no Diário Oficial da União.