Banner Notícia

ALUNOS CRIAM PULSEIRA DE IDENTIFICAÇÃO COM QR CODE PARA PACIENTES

A pesquisa é dos acadêmicos do 6º período de Enfermagem cujo protótipo foi apresentado durante exposição de trabalhos do curso

Implantar novas estratégias para minimizar erros e agravos relacionados aos cuidados com o paciente hospitalizado. Este é um dos objetivos dos alunos de 6º  período do curso de Enfermagem da Fasa Moc - Faculdade Santo Agostinho de Montes Claros, que desenvolveram o protótipo ‘Pulseira de Identificação com QR code’.

Trata-se de um adesivo anexado à pulseira de identificação do paciente, onde constaria todas as informações referentes ao tratamento. O projeto foi apresentado na Expoenf – Exposição de Trabalhos Acadêmicos da Enfermagem, dentro do I Fiepex – Fórum Internacional de Ensino, Pesquisa e Extensão, no final de outubro. A acadêmica Marcella Souza, uma das pesquisadoras responsáveis pelo projeto, explica que muitos erros nas prescrições de medicamentos poderiam ser evitados através desta tecnologia.

 “A incidência deste tipo de erro ainda é muito alta na unidade hospitalar. O QR code possibilitaria rapidez e eficácia na leitura das prescrições, por exemplo. Tudo feito através da câmera do celular”, explicou Marcella.

O projeto dos alunos, ainda é um protótipo, mas passou por vários testes. Sua eficácia pode ser conferida pelos visitantes da ExpoEnf. Segundo Marcela o uso da tecnologia QR code, possibilitaria ainda a inclusão e acesso aos dados em tempo real, o que é necessário para garantir a qualidade e a segurança do paciente.

“Acredito que esta ideia seja excelente e poderá ser executada num futuro não muito distante. A pulseira seria uma maneira de evitar não apenas erros e até óbitos entre os pacientes, além de otimizar o tempo por ser uma ferramenta que facilitaria o trabalho na enfermaria”, afirmou.

A Pulseira de Indentificação com QR code

 

A coordenadora do curso de Enfermagem, Rosana Ruas, afirma que o Projeto do QR code é muito interessantes. “É um protótipo que faria muita diferença na prática de enfermagem pois facilitaria o acesso a informações importantes do paciente de maneira fácil e rápida. Esse produto poderá ter impacto real na segurança do paciente e qualidade do cuidado. É algo bem inovador, comentou.

A intenção dos alunos é ir além da pesquisa acadêmica, patenteando a pulseira. Participam da pesquisa Victória Dias Brum, Jhuam Gabriel e Solange Martins, além da Marcella, todos do 6º período de enfermagem.

QR code

 

Pelo projeto, atualização da ficha do paciente poderá ser feita pelo celular