Banner Notícia

AULA PRÁTICA EM CASA

Calouros do curso de farmácia realizam experiência com materiais caseiros, sob orientação on-line

Aula prática de Química Geral e Inorgânica em casa! Sim, é possível! A atividade, coordenada pela professora Valéria Farias Andrade, que ministra a disciplina no curso de Farmácia da FASA Moc – Faculdade Santo Agostinho de Montes Claros, fez que com acadêmicos do 1º período conseguissem executar uma experiência com materiais caseiros, tudo orientado à distância.

A ação foi possível graças ao Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), onde a professora disponibilizou o passo – a – passo por meio de um roteiro. A experiência do indicador ácido - base, teve o objetivo de construir uma escala de pH utilizando extrato de repolho roxo e outro materiais de fácil acesso, usados em casa.

Segundo a professora Valéria após a prática em casa, a discussão passou para a sala de aula virtual, onde foi possível comparar a sua experiência com a dos alunos, além de abordar a importância da atividade.

“Diante da realidade atual, é interessante colocar os alunos para pensar, antes da aula teórica o que facilita o aprendizado. Foi um método que encontrei para interagir com eles à distância. Sinto falta de estar com os alunos e observar de perto como eles estão reagindo ao conteúdo. Ainda assim estou lecionando normalmente e os alunos se mantém participativos”, disse a professora.

Maria Eduarda Oliveira, caloura do curso, descreveu a experiência como positiva. “Foi muito boa a intenção e a iniciativa da professora, fez com que a gente entendesse a matéria na prática e com matérias do cotidiano, contou muito para a gente como aluno e acarretou uma melhor vivência com a matéria também”, disse.

Sobre ter aulas on-line, logo no 1º período, Eduarda destacou a dedicação dos professores da FASA Moc.

“Estou conseguindo acompanhar certinho tirando algumas horas do dia para estudar. Os professores estão sendo bem flexíveis também, com datas de atividades e também procurando maneiras diversas para tornar esse momento mais fácil para todos”, finalizou Eduarda

A experiência

A atividade proposta pela professora Valéria era basicamente: ferver a folha do repolho roxo ou uma beterraba até que a água ficasse colorida. Depois acrescentar algumas substâncias como suco de limão, água sanitária, shampoo e outras coisas para que acontecesse a mudança na cor da água, observado o PH  de cada uma. As mais ácidas deveriam tonalizar nas cores avermelhadas, já as neutras ficariam mais azuladas e as substâncias básicas iriam do verde ao amarelo.

VESTIBULAR